ABCR, FGV e Governo de São Paulo celebram 21 anos de sucesso das concessões rodoviárias no estado

blog-012

São Paulo, 25 de junho - Promovido pela Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias – ABCR, em parceria com a FGV Transportes e com apoio do Governo do Estado de São Paulo, o evento 21 Anos de Concessões de Rodovias em São Paulo – Conquistas e Desafios, foi realizado no dia 25 de junho, a partir das 8h30, no hotel Renaissance, na capital paulista.

O evento contou com palestras de: Rodrigo Garcia, vice-governador de São Paulo; Marcus Quintella, assessor da Presidência da Fundação Getulio Vargas; Vera Monteiro, professora da FGV; Rafael Maia, membro do International Finance Corporation - IFC, divisão do Banco Mundial, e Renata Dantas, diretora de assuntos da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), além de César Borges, presidente executivo da ABCR. Ao final, será realizada mesa-redonda com participação de João Octaviano Machado Neto, secretário de Logística de São Paulo, Giovanni Pengue Filho, diretor-geral da ARTESP, Marcus Quintella, Assessor da Presidência da FGV, José Carlos Cassaniga, diretor executivo de Concessões Rodoviárias do Grupo Ecorodovias, e Fabio Russo, presidente da CCR InfraSP.

O objetivo do evento foi celebrar o sucesso do modelo de concessões de rodovias no estado, considerado um "benchmark" em todo o Brasil. Em outubro de 2018, a pesquisa técnica sobre rodovias divulgada anualmente pela Confederação Nacional de Transporte indicou que as 21 melhores rodovias brasileiras são concedidas à administração privada, sendo que 18 delas pertencem ao programa de concessões paulista.

"O evento teve o objetivo de mostrar a todos que o modelo das concessões é a melhor alternativa para o desenvolvimento da infraestrutura rodoviária do estado e do Brasil, trazendo fatos, informações relevantes, bases concretas de conhecimentos e referências", diz César Borges, presidente da ABCR. "Ao mesmo tempo, promovemos uma reflexão sobre os desafios para o aprimoramento do programa paulista", conclui.

Modelo paulista é referência nacional

Os dados da CNT e da ARTESP apontam, além da melhor classificação das rodovias nacionais, que o programa de concessão do estado de São Paulo gerou, nos 21 anos, mais de 20 mil empregos e investiu mais de 100 bilhões de reais em obras e manutenção de rodovias. Também, no mesmo período, já foram entregues às prefeituras lindeiras mais de R$ 4,7 bilhões a título de repasse de pedágio dos usuários das rodovias. Apenas em 2018, o Programa de Concessões Rodoviárias de SP teve investimento de mais de R$ 5 bilhões.

As concessões também contribuíram para a diminuição de acidentes e da gravidade dos mesmos com mais de 24 milhões de atendimentos aos usuários – mais de um milhão de atendimentos por ano de existência. Nas mais de duas décadas, houve uma redução de 43% no número de acidentes e feridos em acidentes, e uma redução de 46% no número de fatalidades.

"Isso é resultado direto dos inúmeros benefícios e da qualidade do serviço oferecidos pelas concessionárias para a população como inspeção de tráfego, socorro médico e mecânico, guinchos leves e pesados, veículos para apreensão de animais, carros pipas para limpeza das pistas, entre outros", conta César Borges.

Estudo econômico sobre os Benefícios das Rodovias Concedidas do Estado de São Paulo, contratado pela ABCR em 2016, demonstrou que cada Real pago em pedágio, R$ 2,4 são devolvidos em benefícios para a sociedade e para o usuário de rodovias 

ABCR contrata Assessora de Conformidade