ÍNDICE ABCR

Referência Econômica

Em 2012, o índice ABCR foi incorporado ao cálculo do Produto Interno Bruto (PIB), pelo IBGE.

Em São Paulo, índice ABCR cresce 2,2% em agosto

 

Em São Paulo, o fluxo pedagiado total de veículos teve crescimento de 2,2% frente a julho, em termos dessazonalizados. A desagregação entre leves e pesados apresentou variação de 2,6% e 1,6%, respectivamente.

 

Em relação ao mesmo período de 2020, o índice total cresceu 9,6%. O fluxo pedagiado de veículos leves avançou 11,5%, enquanto o fluxo de pesados subiu 4,5%.

 

Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 4,7%, fruto da alta de 3,6% dos veículos leves e do avanço de 8,1% dos veículos pesados.

Período

Leves

Pesados

Total

Índice ABCR

 

Período

Leves

Pesados

Total

Leves

Pesados

Total

08/2019 / 08/2018
3,6%
0,0%
2,6%
08/2021 / 08/2020
11,5%
4,5%
9,6%
08/2021 / 07/2021 C/AJUSTE SAZONAL
2,6%
1,6%
2,2%
Últimos 12 Meses
3,6%
8,1%
4,7%
08/2019 / 07/2019 c/ ajuste sazonal
1,2%
-0,7%
0,2%
Últimos 12 meses
2,3%
3,3%
2,5%
Acumulado do Ano
12,5%
10,3%
11,9%
Acumulado no ano
3.6%
4,3%
3,7%
Agosto/21 sobre Agosto/20
11,5%
4,5%
9,6%
Agosto/21 sobre Julho/21 C/ AJUSTE SAZONAL
2,6%
1,6%
2,2%
Últimos doze meses
3,6%
8,1%
4,7%
Acumulado no ano (Jan-Ago/21 sobre Jan-Ago/20)
12,5%
10,3%
11,9%

Gráficos

No Paraná, índice ABCR sobe 3,8% em agosto

 

No Paraná, o fluxo total de veículos pedagiados mostrou avanço de 3,8% frente a julho, em termos dessazonalizados, ditado pelo avanço de 8,6% do índice de leves e de 1,1% do índice de pesados no período.

 

Ao se comparar com o mesmo período de 2020, o índice total apresentou avanço de 10,0%. O fluxo pedagiado de veículos leves subiu 13,8%, enquanto o fluxo de pesados aumentou 5,4%.

 

Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 5,7%, fruto da alta de 8,2% dos veículos pesados e de 4,3% dos veículos leves.

Período

Leves

Pesados

Total

Indice ABCR
Índice ABCR

 

Período

Leves

Pesados

Total

Leves

Pesados

Total

08/2019 / 08/2018
3,6%
0,0%
2,6%
08/2021 / 08/2020
13,8%
5,4%
10,0%
08/2021 / 07/2021 C/AJUSTE SAZONAL
8,6%
1,1%
3,8%
Últimos 12 Meses
4,3%
8,2%
5,7%
08/2019 / 07/2019 c/ ajuste sazonal
1,2%
-0,7%
0,2%
Últimos 12 meses
2,3%
3,3%
2,5%
Acumulado do Ano
8,4%
8,6%
8,3%
Acumulado no ano
3.6%
4,3%
3,7%
Agosto/21 sobre Agosto/20
13,8%
5,4%
10,0%
Agosto/21 sobre Julho/21 c/ ajuste sazonal
8,6%
1,1%
3,8%
Últimos doze meses
4,3%
8,2%
5,7%
Acumulado no ano (Jan-Ago/21 sobre Jan-Ago/20)
8,4%
8,6%
8,3%

Gráficos

Índice ABCR sobe 2,2% em agosto

No acumulado do ano, o índice total aumentou 12,3%

 

São Paulo, 10 de setembro de 2021 – O índice ABCR referente a agosto de 2021 apresentou crescimento de 2,2% no comparativo com julho, considerando os dados dessazonalizados. O fluxo pedagiado de veículos leves apresentou avanço de 3,8% e o fluxo de pesados, crescimento de 1,3%. O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias juntamente com a Tendências Consultoria Integrada.

 

Comparado ao mesmo período de 2020, o índice total avançou 9,5%. O fluxo pedagiado de veículos leves registrou avanço de 11,2%, enquanto o fluxo de pesados cresceu 5,3%.

 

Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 5,8%, fruto do avanço de 8,6% dos veículos pesados e de 4,8% dos veículos leves.

 

“Os últimos resultados confirmam a trajetória positiva para o fluxo de veículos leves, impulsionada pela melhora do quadro sanitário nas principais regiões do País. Neste sentido, é possível observar a diferença de velocidade de recuperação entre os segmentos. Após atingir o pior momento da série em abril de 2020 (ficando 51,9% abaixo do patamar verificado em fev/20), a retomada do trânsito de leves ocorre de forma gradual, acompanhando a reabertura da economia e a flexibilização de medidas de isolamento social”, afirma Andressa Guerrero, analista da Tendências Consultoria. “Na comparação anual, o destaque positivo também está no âmbito de veículos leves. A melhora da percepção dos agentes, diante do achatamento da curva de mortes e novos casos da Covid-19, promove um cenário mais benigno para os indicadores de mobilidade. Já o fluxo de pesados mantém variações menores, em linha com as limitações ocasionadas pelo campo industrial, principalmente, e por efeitos da condição climática sobre a produção agropecuária.”, conclui.

Período

Leves

Pesados

Total

Agosto/21 sobre Agosto/20
11,2%
5,3%
9,5%
Agosto/21 sobre Julho/21 C/ AJUSTE SAZONAL
3,8%
1,3%
2,2%
Últimos doze meses
4,8%
8,6%
5,8%
Acumulado no ano (Jan-Ago/21 sobre Jan-Ago/20)
12,8%
10,9%
12,3%
Agosto/19 sobre Agosto/18
Veiculos Leves
3,6%
Veiculos Pesados
0,0%
Total
2,6%
Agosto/19 sobre Julho/19 c/ ajuste sazonal
Veiculos Pesados
Veiculos Leves
1,2%
Veiculos Pesados
-0,7%
Total
0,2%
Últimos doze meses
Veículos Leves
2,3%
Veiculos Pesados
3,3%
Total
2,5%
Acumulado no ano (Jan-Ago/19 sobre Jan-Ago/18
Veiculos Leves
3,6%
Veiculos Pesados
4,3%
Total
3,7%
Indice ABCR
Índice ABCR

Índice ABCR sobe 2,2% em agosto

Período

Leves

Pesados

Total

Leves

Pesados

Total

08/2019 / 08/2018
3,6%
0,0%
2,6%
08/2021 / 08/2020
11,2%
5,3%
9,5%
08/2021 / 07/2021 C/AJUSTE SAZONAL
3,8%
1,3%
2,2%
Últimos 12 Meses
4,8%
8,6%
5,8%
08/2019 / 07/2019 c/ ajuste sazonal
1,2%
-0,7%
0,2%
Últimos 12 meses
2,3%
3,3%
2,5%
Acumulado do Ano
12,8%
10,9%
12,3%
Acumulado no ano
3.6%
4,3%
3,7%

Gráficos

No Rio de Janeiro, índice ABCR cresce 1,3% em agosto

 

No Rio de Janeiro, o fluxo total subiu 1,3% comparado a julho, em termos dessazonalizados. O resultado decorreu do aumento de 0,9% no fluxo de veículos pesados e avanço de 1,3% dos leves.

 

Na comparação com agosto de 2020, o índice total registrou avanço de 7,8%. O fluxo de leves subiu 8,3% e o fluxo de pesados 5,8%, mantida a métrica de comparação.

 

Nos últimos doze meses, o índice total acumula alta de 9,2%, composta pelo avanço de 6,0% dos veículos pesados e de 9,9% em veículos leves.

 

Período

Leves

Pesados

Total

Indice ABCR
Índice ABCR

 

Período

Leves

Pesados

Total

Leves

Pesados

Total

08/2019 / 08/2018
3,6%
0,0%
2,6%
08/2021 / 08/2020
8,3%
5,8%
7,8%
08/2021 / 07/2021 C/AJUSTE SAZONAL
1,3%
0,9%
1,3%
Últimos 12 Meses
9,9%
6,0%
9,2%
08/2019 / 07/2019 c/ ajuste sazonal
1,2%
-0,7%
0,2%
Últimos 12 meses
2,3%
3,3%
2,5%
Acumulado do Ano
18,7%
10,3%
17,1%
Acumulado no ano
3.6%
4,3%
3,7%
Agosto/21 sobre Agosto/20
8,3%
5,8%
7,8%
Agosto/21 sobre Julho/21 c/ ajuste sazonal
1,3%
0,9%
1,3%
Últimos doze meses
9,9%
6,0%
9,2%
Acumulado no ano (Jan-Ago/21 sobre Jan-Ago/20)
18,7%
10,3%
17,1%

Gráficos