ÍNDICE ABCR

Referência Econômica

Em 2012, o índice ABCR foi incorporado ao cálculo do Produto Interno Bruto (PIB), pelo IBGE.

O ÍNDICE ABCR E A ATIVIDADE ECONÔMICA
NOS ÚLTIMOS 10 ANOS

 

2008

Índices domésticos

Cenário externo

Taxa de desemprego

Renda

ÍNDICE ABCR 2008

Fluxo total: +6,1% a.a

Veículos pesados: +5,2% a.a

Veículos leves: +6,4% a.a

2009

Medidas para mitigar os impactos da crise externa à economia

Taxa básica de juros

Gastos do governo

Setor produtivo afetado

Mercado de trabalho s/ danos

ÍNDICE ABCR 2009

Fluxo total: +2,2% a.a

Veículos pesados: -2,9% a.a

Veículos leves: +4,0% a.a

2010 e 2011

Reação forte e rápida da economia

Aumento significativo da renda

Alta de emprego

ÍNDICE ABCR 2010

      Fluxo total: +7,7% a.a

 Veículos pesados: +11,6% a.a

   Veículos leves: +6,3% a.a

ÍNDICE ABCR 2011

 

     Fluxo total: +6,3% a.a

Veículos pesados: +6,1% a.a

   Veículos leves: +6,3% a.a


2012 E 2013

Perda de competitividade

Desaceleração econômica

ÍNDICE ABCR 2012

Fluxo total: +4,6% a.a

Veículos pesados: +2,5% a.a

Veículos leves: +5,4% a.a

ÍNDICE ABCR 2013

 

Fluxo total: +3,8% a.a

Veículos pesados: +3,1% a.a

Veículos leves: +4,1% a.a

2014

Intensificação da recessão

Deterioração fiscal

Estagnação da economia

Desemprego

ÍNDICE ABCR 2014

Fluxo total: +2,4% a.a

Veículos pesados: -2,6% a.a

Veículos leves: +4,2% a.a

2015 A 2017

Desequilíbrios macroeconômicos

Crise na confiança dos agentes


Dinamismo da atividade

Desemprego

Deterioração das contas públicas

Endividamento das famílias e empresas

ÍNDICE ABCR 2015

Fluxo total: -1,9% a.a

Veículos pesados: -6,2% a.a

Veículos leves: -0,4% a.a

ÍNDICE ABCR 2016

 

Fluxo total: -3,5% a.a

Veículos pesados: -6,0% a.a

Veículos leves: -2,7% a.a

ÍNDICE ABCR 2017

Fluxo total: +1,8% a.a

Veículos pesados: +0,8% a.a

Veículos leves: +2,1% a.a

2018

Variação econômica


Instabilidade política

Greve dos caminhoneiros

ÍNDICE ABCR 2018

Fluxo total: -0,7% a.a

Veículos pesados: +1,3% a.a

Veículos leves: -1,3% a.a